Meu Universo Particular, Frederico Elboni

sexta-feira, 20 de maio de 2016


Sinopse oficial: Se você já conhece o Fred, sabe que seus olhos vão brilhar ao correr por estas páginas, ao mesmo tempo em que um lindo sorriso - ou dois - se abrirá em seu rosto. Sabe que cada palavra terá um quê de diversão e sinceridade, e vai embalar você em uma conversa tão gostosa que a vontade de passar horas folheando este livro será imensa. Provavelmente você também sabe que ele ama compartilhar momentos e acredita verdadeiramente que a vida só faz sentido quando se tem alguns sonhos, lembranças, risos, cobertores e abraços. E, claro, alguém especial com quem dividir tudo isso. Aqui, ele abre seu universo particular e te convida para fazer o mesmo. Mas, caso você ainda não conheça o Fred, esta é a sua chance de se deliciar com esta coletânea de frases que traz o melhor dele. Você com certeza vai adorar.    

Nada melhor do que voltar a ativa de vez com um Domingando, né? Afinal, não há nada mais gostoso do que achar aquele livro maravilhoso esperando por você em um fim de semana que não parece muito promissor. É o seu caso? Então vem comigo que hoje a gente fala de um livro perfeito pra preencher o vazio do seu sábado à tarde: Meu Universo Particular é do Frederico Elboni (já falamos mais dele aqui!) pela editora Benvirá.

  Em primeiro lugar, é necessário dizer que Meu Universo Particular não é uma coletânea de crônicas, como a estreia do Fred nas livrarias (Um Sorriso ou Dois). É preciso se atentar a isso, porque não existe uma sinopse muito bem detalhada no verso do livro e você pode comprá-lo esperando outro tipo de leitura. Na realidade, Meu Universo Particular é uma série de frases e pequenos trechos, regados a imagens e ilustrações muito bem escolhidos. É o tipo de leitura leve, gostosa, especial para aqueles momentos em que você procura uma citação bem escrita e que expresse o que nem mesmo você está conseguindo.

   A edição é muito delicada. Dá pra notar que o alvo é mesmo o público jovem feminino, mas não é o tipo de leitura que faz com que você se sinta intelectualmente subestimado... É algo sutil, bem pensado e muito sentimental, sim, mas sem perder a estrutura considerável.

   É algo para se ler durante um café, talvez. Um demorado fim de semana chuvoso, uma visita ao campo que não certo... Aqueles dias que você sabe que um livro é o melhor remédio ou vacina. É também um ótimo guia para aquelas brincadeiras do tipo sortear uma citação do dia ou escrever um poema baseado em um trecho de livro... Quem nunca, né?

   Aproveitando o post de retorno, gostaria de agradecer aos mais de 350 seguidores no Twitter! Que alegria imensa ver que o blog já conquistou tudo isso em tão pouco tempo! Agradecer mais ainda ao pessoal que começou a curtir a página lá no Facebook, que vai estar cheia de novidades logo, logo. Divulguem o blog pra quem vocês sabem que ama ler também! Afinal, ninguém merece falar sozinho, né?

   Estou dedicando um pouco mais de tempo à conhecer os lançamentos das principais editoras, a entender como funciona literaturas pouco difundidas na blogosfera (como a literatura oriental, por exemplo) e pretendo trazer tudo isso pra vocês. Vamos conversando? Beijo e espero vocês no próximo post!
  


0 comentários:

Postar um comentário

 
© Olhei no rodapé - janeiro/2016. Todos os direitos reservados.
Criado por: Maidy Lacerda
imagem-logo